Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 6 de junho de 2012

E QUANDO O AMOR ACABA?



Existe algo dentro de todo ser humano que alguns psicólogos chamam de "tanque emocional" e outros, "banco do amor". Resolvi misturar os dois e criar um novo termo: o "Tanque do Amor". Ele funciona como um verdadeiro tanque de combustível. O ser humano necessita de amor para sobreviver, esse é o nosso combustível! Somos assim, Deus nos fez assim! Quando estamos apaixonados, somos impulsionados por este sentimento louco e avassalador a encher o tanque do nosso(a) amado(a) diariamente. E por que agimos dessa forma? Porque queremos conquistá-lo, conhecê-lo, seduzi-lo e principalmente, não correr o risco de perdê-lo. E para isso, somos capazes de fazer coisas que não costumamos fazer em nosso estado normal. Mas o que acontece com o casamento? Por que não continuamos agindo da mesma maneira depois que colocamos a aliança no dedo? Simples, porque já conquistamos, já conhecemos, já seduzimos e o risco de perder agora é bem menor.

Já expliquei em outros textos e vou explicar novamente. A paixão tem prazo de validade. Em qualquer relacionamento, uma hora ou outra ela chega ao fim. E aí, o que fazer? Será que ficar pulando de relacionamento em relacionamento para preencher o nosso tanque do amor é a solução? Tenho certeza que não. O que acontece, é que quando este sentimento vai embora, o impulso natural de encher o "tanque " do outro também vai. E é aí que deve entrar em cena o amor, um sentimento maduro, bem diferente da paixão, que pode se tornar eterno e delicioso a partir do momento que você decide por amar o seu cônjuge, ou seja, encher o tanque dele sem esperar nada em troca, diariamente, assim como faziam quando estavam apaixonados.

O grande problema no casamento, é que sempre queremos que o nosso cônjuge peencha o nosso "tanque", mas nunca estamos dispostos a preencher o dele. Quer dizer, muitas vezes até estamos, mas vejam só: o que acontece quando colocamos álcool em um carro que só funciona a gasolina? Eis a razão de tantos casamentos destruídos. A mulher se esgota tentando encher o tanque do esposo com álcool e o marido se esgota tentando encher o tanque de sua esposa com gasolina. Conclusão: dois carros que não andam! E é neste momento que surge o caso extraconjugal. Um dos cônjuges está com o tanque vazio e encontra outra pessoa fora do casamento disposta a encher o seu "tanque do amor" com o combustível certo. Na grande maioria das vezes, esta pessoa já é um amigo ou amiga do trabalho, da faculdade, de um curso, um vizinho ou até mesmo um amigo de confiança da família. O tanque vazio do seu cônjuge começa a ser preenchido por esta outra pessoa (que muitas vezes não tem a intenção de fazê-lo) e de repente surge a paixão. Daí pra frente, fica bem difícil impedir a traição. A não ser que a pessoa seja madura o suficiente para reconhecer o terreno perigoso em que está pisando e decida dar a meia volta (se este é o seu caso, sugiro que leia: 
Me apaixonei por outra pessoa!) 


Mas infelizmente não é isso que acontece na grande maioria dos casos. Misture um tanque vazio com o sentimento avassalador da paixão e BUM! Aconteceu.

Mas voltando ao foco do texto, quero fazer com que você aprenda a preencher diariamente o tanque do amor do seu cônjuge, mas com o combustível correto. Fazendo assim, nada e nem ninguém será tão atraente para ele quanto você! O psicólogo, autor e conselheiro matrimonial Willard Harley, depois de mais de 25 anos de experiência, conseguiu listar 10 necessidades que representam os "combustíveis" que o ser humano tanto necessita para se sentir amado e atraído pelo cônjuge. Através de milhares de aconselhamentos, ele percebeu que dentre essas dez necessidades, normalmente os homens tem preferência por cinco e as mulheres, pelas outras cinco. Mas isso não é regra e nem fórmula mágica para um casamento feliz. O grande segredo é ter uma conversa amorosa com seu cônjuge com base nesta lista e descobrir aquilo que os dois mais necessitam para se sentirem amados.

Inicio com o álcool, o combustível das mulheres:

Afeto - Quando se trata de sexo e afeto, não se pode ter um sem o outro. Se você marido quer que sua esposa supra as suas necessidades sexuais, dê a ela o afeto que precisa. Carinho, beijos, abraços, mãos dadas... Tudo isso sem levar para o lado sexual. Ela precisa sentir o seu afeto sabendo que não existem segundas intenções. Quando você ama sua esposa através do afeto, está dizendo a ela: "Você é importante pra mim, cuidarei e protegerei você. Estou preocupado com seus problemas e suas necessidades e estarei aqui quando você precisar!" Você pode dizer isso a sua esposa através de um cartão, um bilhete dizendo "eu te amo", flores, mãos dadas, caminhadas após o jantar, toques sem a intenção sexual, telefonemas e conversas com expressões amáveis. Para descobrir se você tem essa necessidade, é só perceber o quanto se sente bem quando recebe o afeto e como se sente mal quando não o recebe.

Diálogo - Interesse-se pelos assuntos preferidos um do outro, conversem de forma equilibrada, onde os dois tenham tempo de falar e escutar. Use a conversa para informar, descobrir e compreender o cônjuge. Fale de seus interesses e atividades pessoais. Descubram os sentimentos um do outro sem necessariamente tentar mudá-lo. Compreendam a motivação um do outro pela vida, o que traz alegria e tristeza para ambos. Lembre-se de que as mulheres se apaixonam por homens que reservam um tempo para conversar e trocar afeto com elas. Então, se essa for uma grande necessidade sua, certifique-se de que seu cônjuge é quem a satisfaz melhor e com mais frequência. No namoro, é natural que exista o diálogo, pois ambos estão altamente motivados a descobrir aquilo de que o outro gosta ou não gosta, experiências pessoais, interesses e planos para o futuro. Isso precisa continuar após o casamento. Para a maioria dos homens é um tremendo esforço buscar um diálogo que não seja prático, ou seja, que não seja um meio para um fim. Mas se essa é a necessidade da sua esposa, não pense duas vezes em depositar litros de álcool no "tanque" dela, antes que outro homem o faça!

Honestidade e franqueza - Para nos sentirmos seguros, em especial as mulheres, precisamos de informações precisas sobre o nosso cônjuge, assim como pensamentos, sentimentos, hábitos, preferências, história pessoal, atividades diárias e planos para o futuro. Se um cônjuge se recusa a se comunicar de forma aberta e honesta, está destruindo seu casamento com as próprias mãos. Para muitos (especialmente os homens) existe uma grande dificuldade em se comunicar, por conta da personalidade ou criação que receberam, mas assim como seu cônjuge terá que se esforçar para suprir suas necessidades, se esforce também para suprir as dele. Não esconda senhas, mensagens, movimento financeiro... No início será um grande esforço, mas com o tempo se tornará natural e prazeroso, eu garanto!

Apoio Financeiro - Faço aqui uma pergunta: Se antes do casamento seu cônjuge tivesse lhe pedido que não esperasse nenhuma contribuição financeira da parte dele, isso teria afetado a sua decisão de casar-se? E se seu cônjuge não conseguisse achar trabalho e você tivesse que sustentá-lo financeiramente por toda a vida? Isso esvaziaria o seu tanque do amor? Pode até ser que você tenha a necessidade de apoio financeiro se espera que seu cônjuge ganhe o sustento. Mas você definitivamente tem essa necessidade se não espera que seja você a pessoa a prover o sustento, pelo menos durante parte do casamento. O que é apoio financeiro? Casais diferentes dão respostas diferentes a esta pergunta, e os mesmos casais podem responder de forma distinta em diferentes estágios da vida. Tente entender o que espera do seu cônjuge financeiramente para que se sinta realizado. E o que faria sentir-se frustrado? Eu, por exemplo, sempre tive o sonho de não trabalhar fora depois que os nossos filhos nascessem. Conversei sobre isso com meu marido na época que namorávamos e ele disse que teria prazer em ser o provedor do lar, contanto que o salário dele fosse suficiente para suprir nossas necessidades. E foi o que aconteceu. Normalmente, as mulheres sentem a necessidade de poder ter esta opção. Já os homens, dificilmente pensam em um dia parar de trabalhar para cuidar dos filhos e ser sustentado pela mulher.

Compromisso com a família - Se você ainda não tem filhos, pode não sentir essa necessidade, mas quando o primeiro filho chegar, uma mudança que você não previa poderá acontecer. Compromisso familiar não é apenas dar comida para os filhos, vesti-los ou olhá-los para que estejam em segurança, mas sim a responsabilidade pelo desenvolvimentos deles, o ensino de valores, da cooperação e cuidado mútuo. É gastar tempo de qualidade com seus filhos para ajudá-los a desenvolver-se como adultos felizes, saudáveis e bem sucedidos. Para saber se esta é uma necessidade sua, pergunte-se: "Quando meu cônjuge me ajuda na educação dos filhos e cuidados com o nosso lar me sinto muito realizada?" ou "Quando ele negligencia tudo isso e se mostra ausente e descompromissado com nossa família, me sinto frustrada?" Se descobrir que seu cônjuge tem essa necessidade, a sua participação frequente em atividades familiares, poderá encher o tanque de combustível dele até transbordar! (Leia:
Você é homem com "H" maiúsculo ou minúsculo?)

Agora vamos passar para a gasolina, o combustível dos homens:

Realização sexual - satisfaça as necessidades do seu cônjuge como você deseja que ele satisfaça as suas. Normalmente as mulheres não entendem a grande necessidade que os homens têm de sexo, como eles não entendem a grande necessidade que elas têm por afeto. É bom deixar claro que atos que possam demonstrar afeto, tais como abraçar e beijar, quando relacionadas ao sexo, são sexo em si, e não afeto. E para se chegar a compatibilidade sexual, precisamos de intimidade sexual. Primeiro supere sua ignorância sexual e depois comunique a seu cônjuge o seu conhecimento sexual, seus desejos e fantasias, para que assim ele possa supri-los. O homem tem uma necessidade natural por sexo, mas alguns necessitam disso para se sentirem amados. Faça esta pergunta: "Quando meu cônjuge não atende minhas necessidades sexuais, sinto-me frustrado e não amado?" Fique de olho também na sua mente. Quanto mais fantasias, maior a sua necessidade. Quando vocês se casaram, fizeram um acordo de que seriam o único parceiro sexual um do outro. Fizeram isso porque confiavam um no outro quanto a satisfação sexual. Se você tem essa necessidade, será muito dependente do seu cônjuge para que a tenha satisfeita. Você não tem outra escolha ética, por isso, conversem sobre o assunto e desenvolvam intimidade. Não tenham vergonha de dizer um para o outro sobre carinhos e posições preferidas. Existem casais que passam anos fingindo gostar de alguns carinhos e posições, enquanto vivem fantasiando o sexo dos sonhos, por isso nunca alcançam a plena satisfação sexual. Uma boa conversa poderia resolver o problema! Leia: O que a Bíblia diz sobre sexo oral?, Sexo anal é pecado?, Vale tudo entre as quatro paredes do quarto?


Companherismo - Casal que se diverte unido permanece unido. Busquem interesses em comum e estejam juntos! Veja um filme junto com ele ou quem sabe até um jogo de futebol. Mostre-se presente, companheira e amiga. No namoro é natural ver meninas acompanhando seus namorados em jogos de futebol, pesca ou caça. O mesmo acontece com homens apaixonados, que são encontrados em shoppings centers fazendo compras com a amada. Eles aproveitam cada oportunidade para estarem juntos, pois querem garantir outros encontros no futuro. E porque o casamento tem que acabar com as atividades que tornaram o relacionamento tão compatível? A esposa não pode ser a companhia do marido em sua recreação e vice-versa? Que desperdício seria se outra pessoa enchesse o tanque do amor do seu cônjuge com esse combustível! E se for alguém do sexo oposto, o perigo aumenta! Sejam a companhia favorita um do outro no lazer. Escolham atividades que agradem os dois. (Leia:
Ele(a) nunca tem tempo pra mim!)

Uma mulher atraente - Se você tem essa necessidade, uma pessoa atraente não apenas chamará sua atenção, mas poderá distrair você do que quer que esteja fazendo! Para muitos, a necessidade de um cônjuge atraente continua ao longo do casamento e a aparência atraente do cônjuge deposita alguns litros de combustível no tanque do amor. Segundo a experiência do autor citado na final do texto, o peso geralmente ganha mais atenção, contudo, a escolha das roupas, corte de cabelo e a maquiagem também contribuem para deixar a pessoa mais atraente. Mas isso pode ser muito subjetivo. O que é atraente para um homem, pode não ser nada atraente para outro. Mais uma vez digo que é uma questão de conversa franca, amorosa e transparente. Incluo neste item a higiene pessoal: cabelos limpos, higiene íntima, higiene bucal e inclusive a depilação para as mulheres (Leia: Xoxota peluda)

Apoio familiar - O apoio no lar inclui cozinhar, lavar louças, lavar e passar roupas, limpar a casa e cuidar das crianças. Se você se sente muito realizado quando seu cônjuge faz estas coisas e muito chateado quando tais tarefas não são feitas, você tem a necessidade de apoio doméstico. Antigamente, este era o papel da esposa, mas os tempos mudaram. Normalmente, no início do casamento, ambos estão dispostos a ajudar e compartilhar atividades domésticas, mas a bomba explode quando os filhos nascem. Crianças criam grandes necessidades, financeiras e domésticas. Ambos os cônjuges precisarão assumir novas responsabilidades. E quais delas assumirão? Pois bem, está na hora de conversarem de novo. Deve haver um equilíbrio e uma divisão de tarefas. Quando as atividades domésticas ficam apenas sobre os ombros de um dos cônjuges, surge um grande desgaste no relacionamento e muita frustração. Litros e litros de combustível são retirados diariamente. Não permita que isso aconteça no seu casamento! (Leia:
Ele não me ajuda em nada!)

Admiração - Se você tem necessidade de admiração, pode ter-se apaixonado pelo seu cônjuge em parte por causa das palavras de elogio dirigidas a você. Algumas pessoas simplesmente adoram ouvir que são admiradas. Se você tem essa necessidade, uma crítica provavelmente o magoaria muito. Essa é uma das necessidades mais fáceis de atender. Um simples elogio e seu cônjuge já ganhou o dia. Por outro lado, é muito fácil ser crítico. Uma simples palavra de crítica ou censura pode arruinar o seu dia e esvaziar totalmente seu tanque do amor. Se você pode ser afetado com essa facilidade, certifique-se de acrescentar admiração à sua lista de necessidades emocionais importantes. (Leia:
As palavras podem destruir um relacionamento! e Mulheres: freio na língua!)


Bom, agora é hora de colocar em prática! Descubra as suas necessidades e as do seu cônjuge, encha o tanque dele diariamente e veja um milagre acontecer no seu casamento. Orem juntos todos os dias para que o Senhor seja o centro desta união e os oriente em todas as decisões, atos e palavras. Deus tem o melhor para aqueles que buscar viver a Sua vontade, mas neste caso, Ele não pode fazer muita coisa sem a sua colaboração. Faça a sua parte e com certeza Ele fará a Dele!




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...